php shell php shell hacklink php shell seobizde.com bsc sniper bot pancakeswap bot pancakeswap sniper bot pancakeswap trading bot dextools trending cmc trending bot süperbahis betboo süper bahis betboo giriş auperbahis su arıtma cihazı https://ccc.com rulet siteleri betbooplus betboo plus anadolu casino giriş betbooplus betbooplus betboo plus penis büyütme pekinbet pekinbet pekinbet penis kalınlaştırma penis estetiği baffle tavan pekinbet bodrum escort mecidiyeköy escort avcılar escort

Patu Fu estreia tour com a Orquestra Ouro Preto – Portal SUCESSO!

Destaque

Patu Fu estreia tour com a Orquestra Ouro Preto

patofu27junho

A banda, com o maestro Rodrigo Toffolo, regente da Orquestra Ouro Preto

O Pato Fu apresenta no sábado, dia 2, o primeiro show da tour comemorativa aos 30 anos de carreira da banda mineira. O show e a tour terão a participação especialíssima da Orquestra Ouro Preto e patrocínio da AngloGold Ashanti. Se três décadas atrás Fernanda Takai, John Ulhoa e Ricardo Koctus chamavam a atenção de todo o país pela qualidade e irreverência com o lançamento de seu primeiro álbum, agora chegou a vez de unir forças com a versatilidade e a excelência da orquestra que tem desenvolvido projetos com vários artistas do pop/rock,  para criar o show “Rotorquestra de Liquidificafu”.

A comemoração com o público se dará com uma série de concertos, começando por Sabará, em Minas Gerais, na Praça da Matriz, com entrada franca 9com início às 20h30 de sábado). Em seguida, o projeto segue com apresentações em mais cinco cidades mineiras e com passagens planejadas, ainda em 2022, por São Paulo e Rio de Janeiro.

“Rotorquestra de Liquidificafu” é uma volta ao tempo, que aponta para o futuro. O nome do projeto se refere à primeira música do disco debutante do grupo, “Rotomusic de Liquidificapum”, espécie de cartão de visitas que já sintetizava toda a amplitude de referências e sonoridades presentes na obra do Pato Fu. Uma multiplicidade que, ao mesmo tempo, tornou única a contribuição do grupo mineiro à cena musical brasileira.

“Pato Fu tem tudo junto: mistura de gêneros, experimentalismo, a pegada do rock, o senso de humor refinado. Um trabalho que tem personalidade, assinatura. E o que nos conecta é esse sentimento de estar sempre testando novas opções. Vejo a Orquestra muito nesse caminho de, além do repertório tradicional, além da versatilidade, tem esse “modus operandi” de buscar o diferente, trazendo novos sons, misturando o novo e o antigo. Tudo isso estava no Rotomusic e também estará na Rotorquestra”, explica o maestro Rodrigo Toffolo, regente da Orquestra Ouro Preto.

Todo o espetáculo foi elaborado em parceria, desde a escolha de repertório até as revisões dos arranjos, tendo a participação do grupo em todos os detalhes da criação e concepção. “Acredito que selecionamos as canções mais importantes da carreira em termos de popularidade, mas também outras que representam bem as várias faces da banda, algumas menos normais, mas, nem por isso, menos interessantes. A gente gosta do contraste, e a Orquestra acreditou muito em nossas escolhas. Mas vocês precisam saber que partiu do maestro a ideia de tocar Rotomusic de Liquidificapum inteira. Achei incrível”, adianta Fernanda Takai, vocalista do Pato Fu.

Ao longo dessas três década, a banda mineira lançou 13 discos e cinco DVDs lançados. Coleciona sucessos como “Canção Pra Você Viver Mais”, “Sobre o Tempo”, “Perdendo Dentes”, “Coração Tranquilo” e “Antes Que Seja Tarde”. Atualmente, além dos três integrantes já citados, ela é composta pelos músicos Xande Tamietti (bateria)e Richard Neves (teclados).

Esta é a segunda parceria de Fernanda com a Orquestra Ouro Preto, que se uniram no concerto “O Tom da Takai”. Mas para os outros integrantes do grupo, esse encontro tem uma aura de novidade. “Para mim vai ser aquela ‘primeira vez’. Nunca toquei com orquestra, a não ser pequenas participações. Estou empolgado, toda a preparação de ensaios e arranjos já se mostra diferente de tudo que fizemos”, afirma John Ulhoa.

Topo