Entrevistas

NOVO TEMPO: jovem revelação Fabi fecha com a MK Music

Fabi só entrou no cast da MK Music em janeiro de 2016, mas há muito tempo a cantora é uma velha conhecida do público. Desde que se converteu há seis anos anos, ela mergulhou no mundo gospel e se profissionalizou na música, chegando a lançar dois álbuns independentes. Em 2010, foi a vencedora do concurso Som Gospel, da Rádio 93FM (Rio), com 250 mil votos, recorde que é mantido até hoje; em 2011 participou do programa Ídolos, da Rede Record, ficando entre os 40 melhores do Brasil. No ano seguinte, foi uma das participantes do quadro Mulheres Que Brilham, do Programa Raul Gil (SBT), obteve a segunda colocação no Festival de Música Gospel de Volta Redonda (RJ) e a terceira colocação no Sing Festival, em São Paulo. Ou seja, Fabi chegou na maior gravadora brasileira de música cristã com experiência e uma bagagem bem pesada.

Nesta nova fase, a artista quis encontrar um meio termo: era hora de experimentar novos caminhos, mas sem deixar suas raízes de lado. Com isso na cabeça, ela se reuniu com o produtor musical Ricardo Cordeiro, os guitarristas Cacau Santos e Duda Andrade, os bateristas Felipe Alves e Claudio Felix e os tecladistas Johnny Essi e Thiago Antunes para criar seu primeiro projeto pela MK. Nasceu, assim, Isso que é viver, disco lançado oficialmente em julho. “Eu defino esse trabalho como um tesouro a ser explorado. Foi a primeira vez que tive influência direta na escolha do repertório. Também dei muitas sugestões nos arranjos. Por isso, posso dizer com certeza que esse álbum tem a minha minha identidade”, explica Fabi.

Com 13 faixas, o disco apresenta uma sonoridade que caminha entre o pop e o rock. Destaque para Isso que é viver e Eterno amor (ambas versões para sucessos da banda australiana Hillsong), duas composições da própria Fabi (O amor e Santo) e o primeiro single do projeto, Algo novo. Há, ainda, duas participações especiais: do rapper Mano Reco em Para sempre e do cantor Eli Soares na faixa-título. “Incluimos também uma releitura para Rio de Janeiro, de Emerson Pinheiro, que é uma música de que eu gosto bastante”, conta a cantora.

Enquanto promove nas rádios o primeiro single de seu novo álbum, Fabi trabalha na divulgação visual do projeto. Em maio, a cantora gravou na Pousada Relicário, em Rio Bonito (RJ), o DVD Fabi Live session, que será lançado entre o final deste ano e o começo de 2017. Com produção geral de Luciano Pimentel e do Estúdio F5 e direção de Riverson Alfradique e da própria Fabi, o DVD trará para o público o registro ao vivo de todas as canções de Isso que é viver. Até agora, dois vídeos já foram lançados no YouTube: Algo novo e Santo. Em paralelo, a intérprete também criou o projeto Ensaio aberto, em que apresenta as canções do álbum num estúdio de gravação. “Lançamos em julho o ensaio da faixa-título, em que faço dueto com Eli Soares e, em outubro, o vídeo em que eu canto com o Mano Reco”, conta. “Foi uma grande realização, algo que sempre quis fazer. E agora inicio uma nova etapa em minha vida, bastante promissora. Sempre tive para mim que sucesso e reconhecimento são coisas distintas. Sucesso eu tenho buscado constantemente em todas as áreas da minha vida, incluindo a pessoal. Já na carreira musical acredito que, se eu tiver perseverança e força de vontade, serei capaz de conquistar tudo, de ter reconhecimento. Isso é algo bom, porém não me deslumbra”, finaliza.

Na foto: Fabi, entre Marina e Yvelise de Oliveira, da MK

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

Topo