Destaque

Os hits eternos de Guilherme Arantes, que completa 70 anos

guilherme arantes

É impossível falar do pop nacional dos anos 1970 e 1980 sem citar o cantor, compositor e pianista Guilherme Arantes, um fenômeno radiofônico nos tempos pré-plataformas digitais, ainda que fazendo um tipo de música que nada tinha a ver com sertanejo ou outros gêneros mais populares. Com inúmeras músicas em trilhas de novelas — a primeira delas, “Meu Mundo e Nada e Mais”, tema de abertura de “Anjo Mau”, de 1976 –, e faixas engajadas, como “Planeta Água”, segunda colocada no Festival MPB Shell (1981), depois transformada em hino pela preservação ambiental, Guilherme, que nesta sexta-feira, 28, completa 70 anos de idade, inscreveu com letras maiúsculas seu nome na história da indústria discográfica e do show business nacional.

Dono de dezenas de hits, o paulistano até hoje tem suas canções executadas em shows ao vivo, no ambiente online e emissoras de rádio, além de ganhar com frequência releituras de nomes de gêneros variados. De acordo com o Ecad, no Top 3 do ranking das suas canções do artista mais tocadas nos últimos 10 anos estão “Cheia de Charme” (confira abaixo), seguida por “Meu Mundo e Nada Mais”, na segunda posição, e “Lindo Balão Azul” em terceiro lugar.  As duas primeiras foram trilhas  de novelas e a terceira foi tema de programa infantil de enorme audiência — todas produções da Rede Globo.

Já na lista das músicas mais regravadas de autoria de Guilherme Arantes, o primeiro lugar ficou com a canção “Aprendendo a Jogar”, que fez sucesso na voz de Elis Regina e está presente no álbum da cantora de 1980. Na segunda posição está “Meu Mundo e Nada Mais”, enquanto “Cheia de Charme” foi a terceira colocada desse ranking. Além de Elis, entre os intérpretes conhecidos de suas obras estão Maria Bethânia, Gal Costa, Caetano Veloso, Vanessa da Mata, Zé Ramalho e César Menotti e Fabiano.

Ainda na ativa, com shows em todo o país, em que apresenta alguns de seus maiores sucessos, Guilherme lançou seu último disco de inéditas no fim de 2021. “A Desordem dos Templários” mescla o rock progressivo, o synth-pop e as baladas apaixonadas. Ao todo são 12 faixas, sendo duas inéditas.

As mais tocadas de Guilherme Arantes últimos 10 anos nos principais segmentos de execução pública, segundo o Ecad:

Posição Música Autores
1 Cheia de charme Guilherme Arantes
2 Meu mundo e nada mais Guilherme Arantes
3 Lindo balão azul Guilherme Arantes
4 Brincar de viver Harrigan Lucien / Guilherme Arantes
5 Um dia um adeus Guilherme Arantes
6 Coisas do Brasil Nelson Motta / Guilherme Arantes
7 Amanhã Guilherme Arantes
8 Planeta água Guilherme Arantes
9 Pedacinhos Guilherme Arantes
10 Êxtase Guilherme Arantes

Músicas de autoria de Guilherme Arantes mais regravadas (fonte Ecad):

Posição Música Autores
1 Aprendendo a jogar Guilherme Arantes
2 Meu mundo e nada mais Guilherme Arantes
3 Cheia de charme Guilherme Arantes
4 Planeta água Guilherme Arantes
5 Lindo balão azul Guilherme Arantes
6 Brincar de viver Harrigan Lucien / Guilherme Arantes
7 Amanhã Guilherme Arantes
Um dia um adeus Guilherme Arantes
8 Coisas do Brasil Nelson Motta / Guilherme Arantes
9 Êxtase Guilherme Arantes
O melhor vai começar Guilherme Arantes
10 Deixa chover Guilherme Arantes

Sucesso! é um portal de notícias pertencente à Editora Espetáculo, empresa com sede em São Paulo e escritório no Rio de Janeiro, responsável pelo site showbusiness.com.br e pelas newsletters Sucesso e-mailing, Show Business Express, Show Business Urgente e Disparo Show Business.

Copyright © 2017 Editora Espetáculo

Topo