php shell php shell hacklink php shell seobizde.com bsc sniper bot pancakeswap bot pancakeswap sniper bot pancakeswap trading bot dextools trending cmc trending bot süperbahis betboo süper bahis betboo giriş auperbahis su arıtma cihazı https://ccc.com rulet siteleri betbooplus betboo plus anadolu casino giriş betbooplus betbooplus betboo plus penis büyütme pekinbet pekinbet pekinbet penis kalınlaştırma penis estetiği baffle tavan pekinbet bodrum escort mecidiyeköy escort avcılar escort

Banda O Terno promove álbum com 12 faixas – Portal SUCESSO!

Destaque

Banda O Terno promove álbum com 12 faixas

o terno

Com dez anos de carreira, a banda paulistana de rock O Terno lançou ontem, 23, nas plataformas digitais um novo trabalho, definido como “único em unidade temática e que deve ser observado por variados ângulos”. Intitulado “<atrás/além>”, o álbum, como informa o release, “é uma obra para ser escutada com atenção, lida como um livro, assistida como um filme e vista como um quadro”.

Trata-se do quarto disco da banda, formada por Guilherme D’Almeida, Biel Basile, Tim Bernardes. Marcado por arranjos orquestrais mais refinados e grandiosos do que nos trabalhos anteriores, o resultado sonoro ultrapassa fronteiras esperadas e conhecidas, seja de jazz, indie, MPB, música erudita ou rock. A produção, arranjos, mixagem e composições trazem a assinatura de Tim Bernardes.

“É uma tentativa de expansão e não ficar preso a uma fórmula. Algo como ‘não vamos nos prender a sermos um power trio; estamos ali mais como um grupo, produzindo música num sentido mais livre e solto'”, diz Tim, sobre o álbum que reúne 12 faixas. Além das plataformas digitais, “<atrás/além>” será lançado também em vinil duplo, com três canções em cada lado.

De acordo com os músicos, se nos discos anteriores as músicas se sustentavam em unidades individuais, neste o consumo em fatias é igualmente possível. “Mas a receita faz todo o sentido quando seguida da música 1 à 12. Nos três primeiros álbuns existiam contrastes entre as músicas – uma era mais porrada, outra mais calma, uma falava de um assunto, outra, de algo completamente diferente. Resolvemos não fracionar assim”, reforça Tim.

Realmente é difícil fazer referência às canções sem que seja em blocos. De acordo com o músico/produtor, em “Nada/Tudo” (primeiro single), “Pegando Leve” (segundo single) e “Pra Sempre Será” o vibrafone somado ao violino, trompete, trombone e eventualmente um theremin traz uma grandiosidade sonora à fórmula eclética.

Ouça o novo álbum de O Terno:

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo