Notícias

Paula Fernandes entre os premiados no Latin GRAMMY

Os colombianos Carlos Vives (foto) e Shakira foram os destaques na 17ª edição do GRAMMY Latino, realizada, ontem (quinta), em Las Vegas. Eles levaram para casa dois prêmios pela canção “La Bicicleta”, que venceu nas categorias “Gravação do Ano” e “Canção do Ano”. Em ambas, a música vencedora concorria com canções dos brasileiros Djavan e Celso Fonseca, entre outros artistas.

Um dos momentos mais marcantes da noite se deu durante o anúncio do ganhador de “Álbum do Ano”. O prêmio ficou com o cantor e ator mexicano Juan Gabriel, morto em agosto deste ano durante uma turnê. Gabriel foi lembrado pelo disco “Los Dúo 2”, que ainda levou a estatueta em duas outras categorias.

Ainda nas chamadas categorias mistas, Djavan perdeu para Manuel Medrano a estatueta de “Álbum de Autor/Cantor”. Medrano também levou o GRAMMY de “Revelação do Ano”, categoria que tinha os brasileiros Sophia Abrahão e Ian Ramil entre os indicados. Já na categoria “Música Instrumental”, Hamilton de Holanda se destacou, levando o prêmio pelo CD “Samba de Chico”. A cantora Céu foi outra brasileira premiada, com o álbum “Tropix” levando as estatuetas de “Álbum Pop Contemporâneo” e “Melhor Engenharia de som”.

A mexicana Julieta Venegas, com “Algo Sucede”, levou o prêmio de “Álbum de Pop Rock, enquanto o porto-riquenho Yandel se destacou com duas estatuetas nas categorias “Música Urbana” e “Fusão/Interpretação Urbana”, por “Encantadora”.

Na categoria “Álbum de Música Urbana”, na qual Emicida concorria com “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos E Lições De Casa…”, a gravação de “Energía”, de J.Balvin, levou a melhor. E o espanhol Alejandro Sanz levou o prêmio na categoria “Vídeo Musical Versão Longa”, com “Sirope Vivo”.

Categorias brasileiras

A veterana Elza Soares ganhou o GRAMMY de Melhor Álbum de MPB pelo elogiado e conceitual “A Mulher do fim do mundo”. Ian Ramil (foto) e a banda Scalene dividiram o prêmio de Melhor Álbum de Rock em Português por “Derivacivilização” e “Éter”, respectivamente.

Martinho da Vila venceu na categoria “Álbum de Samba/Pagode”, com “De bem com a vida” e a canção “Vidas pra contar” deu o título de “Melhor Música em Português” a Djavan. Já na categoria “Álbum de música sertaneja”, Paula Fernandes (foto) levou a estatueta com “Amanhecer”. E o melhor “Álbum de Música de Raizes Brasileiras” foi para “AR”, de Almir Sater e Renato Teixeira.

Finalmente, na categoria “Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa”, o ganhador foi “Deus Não Te Rejeita”, do cantor Anderson Freire. O intérprete e compositor já havia sido indicado outras três vezes, mas pela primeira vez ganha a cobiçada estatueta.

Confira todos os ganhadores do Latin GRAMMY no site oficial da Academia Latina de Gravação!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

Topo