Entrevistas

A busca pela raiz: Bruna Viola comenta primeiro DVD

brunaviola1

Desde o ano passado, uma jovem cuiabana tem chamado atenção do público que curte música sertaneja. Do alto de seus 23 anos de idade, Bruna Viola carrega no nome o instrumento para o qual resolveu dedicar sua vida. Fortemente influenciada por Tião Carreiro – violeiro homenageado com uma tatuagem no braço da artista – ela consegue, aos poucos, ajudar a quebrar algumas barreiras que teimavam existir na música sertaneja.

A principal delas diz respeito ao pouco espaço que as mulheres sempre tiveram no gênero. Aqui, Bruna Viola não aparece sozinha como derrubadora de mitos. Ao lado de nomes como Maiara & Maraisa, Marilia Mendonça, Paula Mattos, Naiara Azevedo, entre tantas outras, ela integra uma leva de mulheres fortes e talentosas que conquistaram nos últimos dois anos seu lugar no mainstream – cantando músicas que falam sobre diversos temas, como romances e traições até festas e bebedeiras.

Em seu novo trabalho, Bruna Viola tem uma oportunidade ainda maior de mostrar a que veio. Em fase de lançamento, seu primeiro DVD, Ao Vivo (Universal), exibe o amadurecimento da artista, que está pronta para se consolidar como uma das principais vozes sertanejas do país. O registro aconteceu no Villa Country, em São Paulo, no dia 2 de março. Assim como no trabalho anterior, o CD Sem fronteiras (Universal, 2015), a cantora mostra o melhor do som da viola caipira.

Porém, dessa vez Bruna abre mais espaço para o sertanejo romântico, que faz tanto sucesso nas rádios. “O repertório foi escolhido com muito critério. Tínhamos que levar ao público algo emocionante, resgatando as músicas de raiz, regravando canções que marcaram época. E inserir inéditas, românticas ou não. Nossa preocupação era que a letra trouxesse sempre uma história com começo, meio e fim, fazendo sentido”, explica Bruna, afirmando que tudo foi pensado para manter um equilíbrio entre as faixas. “Queremos agradar tanto o público amante da música de raiz quanto quem curte as mais românticas. Tem também aquelas com letras apaixonadas e batidas animadas”.

A faixa escolhida para iniciar os trabalhos é uma das mais românticas do DVD. Ainda em maio, as rádios começaram a tocar Você não sabe, que também teve seu vídeo lançado no YouTube/Vevo e chegou como single nas plataformas digitais. “É uma música muito emocionante e o resultado visual da gravação ficou sensacional. Apesar de ser uma canção romântica, a aceitação por parte do público caipira tem sido ótima”, comemora. Faixas que foram destaque no álbum Sem fronteiras, como No ponteio da viola, Espero mais e Se você voltar, voltaram no DVD em versões ao vivo. Essa última manteve a parceria com César Menotti & Fabiano que, inclusive, foram os únicos artistas a participar do projeto audiovisual.

Ao falar sobre as músicas que mais lhe tocaram, Bruna Viola cita Paixão pra mais de mês, regravação da dupla Felipe & Falcão, que pode até virar single futuramente. “É um batidão chique demais. E essa é também a opinião do produtor do DVD, Paul Ralphes. Adoro quando nossas ideias e opiniões batem. Paul tem uma sabedoria imensa e um currículo indiscutível”. O repertório inclui uma versão do clássico Moda da pinga, imortalizada com Inezita Barroso. “Foi emocionante e uma grande honra poder regravar e fazer essa homenagem à rainha da música de raiz”.

A BUSCA PELA RAIZ

Exímia violeira, que desde a infância demonstra apreço e técnica indiscutível no instrumento, Bruna Viola vê cada vez mais pessoas de sua faixa etária procurando o sertanejo tradicional. “Graças a Deus, nos meus shows, cada vez mais o público jovem tem marcado presença. Ouvir a juventude cantando aquelas modas que eu resgato me traz uma felicidade imensa”, afirma. “Hoje, a maioria do público que vai me assistir é formada por jovens universitários. Mas tem muitas crianças e casais da ‘melhor idade’, apreciadores da música caipira. Aquele público fiel do programa da Inezita Barroso (Viola, minha viola). É uma honra para mim e quero muito que daqui a alguns anos o Brasil lembre que a Bruna Viola lutou durante toda sua carreira para manter a bandeira da música de raiz sempre lá em cima”.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

Topo