php shell php shell hacklink php shell seobizde.com bsc sniper bot pancakeswap bot pancakeswap sniper bot pancakeswap trading bot dextools trending cmc trending bot süperbahis betboo süper bahis betboo giriş auperbahis su arıtma cihazı https://ccc.com rulet siteleri betbooplus betboo plus anadolu casino giriş betbooplus betbooplus betboo plus penis büyütme pekinbet pekinbet pekinbet penis kalınlaştırma penis estetiği baffle tavan pekinbet bodrum escort mecidiyeköy escort avcılar escort

Ecad apresenta relatório detalhado de 2020 – Portal SUCESSO!

Destaque

Ecad apresenta relatório detalhado de 2020

ecad logo
O ano de 2020 não foi fácil para a classe artística, que ainda sofre com a impossibilidade de viver plenamente da música por conta da pandemia da Covid-19. Ainda sob o impacto da crise, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) apresenta seu Relatório Anual detalhado, que mostra um balanço do ano passado com dados gerais do mercado de execução pública musical no país.
O documento destaca as estratégias de apoio à classe artística adotadas pela gestão coletiva da música, composta pelas associações Abramus, Amar, Assim, Sbacem, Sicam, Socinpro e UBC, além do Ecad. Em mensagem ao mercado no relatório, as associações de música destacam que “as medidas de austeridade adotadas não foram poucas, e todas foram necessárias para manter a sustentabilidade do negócio diante de tantas incertezas econômicas”. Isso porque, como se sabe, a pandemia atingiu duramente toda a classe artística, uma das mais prejudicadas e uma das últimas que retomarão completamente suas atividades após o fim da pandemia.
A arrecadação de direitos autorais em 2020 foi de R$ 905,8 milhões, representando uma queda de 20% em relação ao registrado em 2019. Os maiores impactos da pandemia foram sentidos nos segmentos de Usuários Gerais, Cinema e Shows e Eventos. Até o início da pandemia, este último contava com um crescimento de 12% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Devido à Covid-19, a arrecadação desse segmento representou 5% do total em 2020. No caso dos cinemas, a redução foi de 56% no total arrecadado em 2020. Já o segmento de Usuários Gerais, impactado pelo fechamento de estabelecimentos comerciais, terminou o ano com uma queda de 38% em comparação com 2019.
As estratégias junto a usuários de música, como a reavaliação de critérios de cobrança e a concessão de condições especiais de pagamento do direito autoral, também foram lembradas no documento, assim como as ações de apoio aos titulares, como o adiantamento extraordinário de R$ 14 milhões e a antecipação da distribuição de direitos autorais em alguns segmentos.
A distribuição de direitos autorais em 2020 foi de R$ 947,9 milhões e contemplou mais de 263 mil compositores, músicos, intérpretes e demais titulares, além das associações. Isso representou 4% a menos em comparação com 2019 e a gestão coletiva da música teve um papel fundamental para alcançar esse resultado com ações como novos repasses no segmento de Streaming e a expressiva liberação de R$ 170 milhões em créditos retidos.
Do total distribuído, 76% foram destinados ao repertório autoral nacional, contribuindo para o fortalecimento da cadeia produtiva brasileira. O relatório aponta que o valor repassado aos titulares nacionais apresentou uma redução de 2,23% em relação a 2019, enquanto os titulares estrangeiros tiveram um aumento de 80,28% no mesmo período. Apesar disso, a renda dos titulares nacionais é cerca de cinco vezes maior que a renda dos titulares estrangeiros.
Clique aqui para conferir os números do Ecad em 2020.
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo