Notícias

O poder das Coleguinhas

Durante anos, as irmãs Simone & Simaria construíram uma sólida carreira, principalmente na região Nordeste. A ascensão delas começou quando ainda eram backing vocals do cantor Frank Aguiar, passando pelo grupo Forró do Muído, até formarem a dupla, em 2012. A despeito de todas essas mudanças, a popularidade das “Coleguinhas”, como são carinhosamente chamadas pelos fãs, só tem aumentado. O ponto alto dessa história chegou em 2015, quando o trabalho das cantoras, finalmente, passou a ser ouvido com mais atenção em outras regiões do país.

O sucesso nacional chegou no segundo semestre do ano passado, com o lançamento do single “Meu Violão e o Nosso Cachorro”, composição de Simaria e Nivardo Paz. Em outubro, a faixa já aparecia entre as 30 mais tocadas do país, média que Simone & Simaria vem mantendo desde então. Como acontece com os fenômenos, é meio complicado identificar o que levou a música a deixar de ser um hit regional e ocupar posições de destaque entre as mais tocadas do país. Uma resposta pode estar na capacidade viral da música, uma sofrência daquelas que grudam na cabeça, cujo refrão pode ficar por horas martelando após ser ouvido.

Passaram-se oito meses desde que o clipe de “Meu Violão e o Nosso Cachorro” foi lançado no YouTube até a música estrear no Top 30 das rádios em nível nacional. Hoje já são quase 30 milhões de visualizações desse vídeo, número que ajuda a compor os cerca de 135 milhões de views do canal das cantoras, que já conta com cerca de 600 mil inscritos. Foram mais de 100 milhões de visualizações em apenas seis meses. “Confesso que o resultado ainda surpreende a gente, pois o público nos acolheu pelo Brasil todo. Este é o melhor retorno para um artista que se envolve num projeto com tanto empenho”, comemora Simaria.

Marco na carreira de Simone & Simaria, “Meu Violão e o Nosso Cachorro” encabeça o DVD “Bar das Coleguinhas”, gravado em Fortaleza no fim de 2014, que inaugura uma nova realidade na carreira das irmãs. E agora não estamos mais falando de números. Lançado no primeiro semestre de 2015, esse é o primeiro projeto com viés sertanejo da carreira das cantoras. Nele, as irmãs resgatam suas raízes, muito ligadas ao pai delas, que costumava ouvir em casa os clássicos do gênero. Infelizmente, ele morreu quando elas ainda eram crianças e não pôde ver o sucesso das filhas. Por conta desse conhecimento de causa, o trabalho fluiu tranquilamente, a começar pela escolha de repertório. “Desde o início de nossa carreira, coordeno a seleção das músicas que entram nos discos e shows. Sempre deu certo, mas no caso deste projeto decidi, com a concordância da minha irmã, incrementar puxando para o sertanejo. O sucesso foi total! É o momento mais importante da nossa carreira”, comemora Simaria.

O “Bar das Coleguinhas” não representa uma mudança de direcionamento na carreira de Simone & Simaria. Ao invés de trocar o forró pelo sertanejo, as cantoras afirmam que os estilos caminharão juntos a partir de agora. “O ‘Bar das Coleguinhas’ traz, sim, o forró, que é nossa raiz profissional. Mas também o lado sertanejo que herdamos do nosso pai. Crescemos ouvindo e cantando o gênero. Desde pequena, Simaria já cantava Milionário & José Rico, entre outros ídolos rurais. Levamos para os shows nossa verdade, o que gostamos de cantar. Não é bom ficar preso a rótulos musicais”, explica Simone. De qualquer forma, em um momento em que as mulheres começam a ganhar mais espaço no sertanejo, Simone & Simaria se destacam por levar em frente um estilo próprio, ao misturar todas essas influências.

É com esse som que Simone & Simaria alcançaram o posto de principal dupla feminina do país. Uma amostra desse novo tempo foi sentido por elas durante o último carnaval. Baianas de Uibaí, as cantoras nunca haviam se apresentado na folia de Salvador. O nervosismo da estreia não prejudicou a performance em cima do trio elétrico. Com experiência de sobra, as irmãs sabem exatamente o que o público quer ouvir. “Foi muito emocionante ver todo aquele povo cantando nossas músicas e acompanhando o show na avenida. No repertório, selecionamos hits da nossa carreira e sucessos do axé, sertanejo e músicas das décadas de 80 e 90”, relembra Simone.

A SEQUÊNCIA

Com o sucesso do DVD anterior, Simone & Simaria optaram por lançar um projeto semelhante, pelo menos no título. No final de março, elas desembarcarão em Goiânia para a gravação do “Bar das Coleguinhas II”. A escolha do local ratifica a proximidade das cantoras com o sertanejo mas, como sempre, pode-se esperar outras sonoridades. “Ainda estamos definindo o formato, mas posso adiantar que o repertório está de rasgar a alma”, brinca Simaria. “Só para dar um gostinho do que estamos preparando, uma das participações confirmadas é de Ivete Sangalo”, completa. Cantar com a conterrânea representa a realização de mais um sonho para as irmãs. Fãs de Ivete, as Coleguinhas se emocionaram ao saber que ela passou a cantar frequentemente o sucesso Meu violão e o nosso cachorro em seus shows.

Ao longo de 2016, Simone & Simaria continuarão enfrentando uma agenda abarrotada de shows em todas as regiões. Como as cantoras já eram super populares no nordeste, não faltarão pedidos de shows naquela região. O desafio é abrir espaço para a alta demanda que surgiu para apresentações em outras praças do país, como sudeste e centro-oeste, sem deixar de lado o público que sempre as acompanhou. “Estamos trabalhando muito para dar conta de tudo. Não queremos abrir mão dos lugares onde somos admiradas desde o início, mas também queremos conquistar outros mercados. Então, o jeito é trabalhar”, diz Simaria, revelando que a dupla faz atualmente entre 20 e 25 shows por mês.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo