Destaque

VillaMix Festival atravessa fronteiras

Gerente geral do festival, Marlus Marcelus

Com sete anos de existência e cerca de 130 edições realizadas em diversas cidades brasileiras, o festival Villa Mix iniciou este ano uma nova etapa, ao transformar-se em evento internacional. No dia 10 de março, a AudioMix realizou a primeira edição do Villa Mix na América do Sul. Ao todo, 30 mil pessoas lotaram o Gran Nobile Hotel & Convention, na paraguaia Ciudad Del Este, para desfrutar da megaestrutura e acompanhar a programação mesclando sertanejo e eletrônico, que reuniu Jefferson Moraes, Matheus e Kauan, Jorge & Mateus, Simone & Simaria, Jetlag, Alok e Sevenn. O êxito da edição certamente é um incentivo para outros festivais no continente, principalmente nas regiões de fronteira, onde a música brasileira é bastante consumida.

No momento, em se tratando do mercado externo, a AudioMix trabalha na realização de seu primeiro evento em solo europeu. O Villa Mix Festival será realizado no dia 6 de outubro, na Altice Arena, em Lisboa. “Nossa expectativa é tão grande quanto a responsabilidade que temos. Acredito que esperamos o momento certo para levar o festival pra fora do país, pois sempre existiu da parte da AudioMix preocupação em manter o mesmo padrão de qualidade que conseguimos no Brasil”, afirma o produtor Marlus Marcelus. Ele justifica a escolha do Velho Continente, e da capital portuguesa: “Atualmente, os artistas brasileiros, independente do gênero, estão bastante em alta na Europa. No caso de Portugal, é uma nação que sempre recebe muito bem a cultura brasileira. Além disso, temos lá parceiros importantes”, afirma o executivo, adiantando que o line-up ainda não está definido. “Em todas as edições procuramos mesclar vários ritmos afim de agradar a diferentes públicos, então na edição de Portugal não será diferente. Vamos montar a programação atendendo às demandas da região, trazendo diferentes estilos. Aqui no Brasil, em algumas oportunidades, abrimos enquetes nas redes sociais do festival para saber que artistas o público quer ver em determinada edição. Esse tipo de ação funciona bastante e poderá ser utilizada em Lisboa”, afirma. A dupla Jorge & Mateus, embaixadora do Villa Mix Festival e presente em todas as edições realizadas até agora, está confirmada. Wesley Safadão e Alok também deverão se apresentar na festa, além de atrações locais.

De acordo com Marlus Marcelus, a cenografia do Villa Mix europeu será baseada na linguagem visual da edição de Goiânia do evento, marcada para os dias 30 de junho e 1º de julho no estacionamento do Estádio Serra Dourada. “O tema deste ano é Música é Mix e será justamente este slogan que levaremos a Portugal. Mas a estrutura ainda está sendo estudada para podermos levar pra fora a melhor experiência para o público”. Em paralelo, a AudioMix estuda a possibilidade de exportar o evento também para os Estados Unidos – provavelmente ainda neste ano, em alguma cidade com forte presença de colônia brasileira.

No Brasil, o número de edições em 2018 deve ficar em torno de 20. A primeira delas ocorreu dia 17 de março, na Arena da Amazônia. Em abril, serão realizadas mais três – em BH (dia 7), Vitória (14) e Florianópolis (21). Em maio, será a vez de Brasilia (5).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais popular

Topo